Ela não para: Após polêmica sobre salário, ministra dos direitos humanos diz que ‘é pobre’

Não vai parar: Lava Jato no Rio é prorrogada por 6 meses
10/11/2017
José Dirceu é filmado “sambando na cara” da sociedade brasileira
13/11/2017

Ela não para: Após polêmica sobre salário, ministra dos direitos humanos diz que ‘é pobre’

Após a polêmica envolvendo seu salário, a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois (PSDB), afirmou nesta segunda-feira, 13, que é “preta, pobre e da periferia”. A declaração foi feita em discurso, ao lado do presidente Michel Temer, na cerimônia de lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Estado do Rio de Janeiro e Municípios, numa unidade da Marinha do Brasil na Avenida Brasil, zona norte do Rio.

“Vamos aumentar esses números (de beneficiários de programas sociais) para o Rio de Janeiro e para o Brasil todo também. Sou preta, pobre e da periferia e sei o que é viver longe dos grandes centros”, afirmou Luislinda, completando que o programa emergencial é baseado em “compromissos reais”.

Desistiu da retórica da escravidão, mas não abandona o vitimismo, se passando por “pobre”, com um salário 30 vezes maior que a maioria da população – E olha que quase chegou a ser 60 vezes maior.

1 Comentário

  1. Acho que estamos noutro planeta do espaço sideral !
    Esses papos não podem ser aqui na terra cheia gentalha desqualificada !

    Porque O Presidente ainda não enfiou o pé no traseiro desse mulher desqualificada e sem moral !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Siga-me nas Redes Sociais!