Emenda de Francischini assegura R$ 500 mil ao Museu do Expedicionário

Emenda de Francischini assegura R$ 500 mil ao Museu do Expedicionário

O deputado estadual Delegado Francischini foi homenageado na quarta-feira (4) em um evento no Museu do Expedicionário. O espaço foi revitalizado e contou com uma importante contribuição do deputado através da liberação de uma emenda parlamentar, quando ainda era deputado federal em Brasília, no valor de meio milhão de Reais. O tradicional espaço paranaense homenageia os representantes do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

 

“É um orgulho muito grande estar aqui no Museu do Expedicionário, aonde vinha desde pequeno com o meu tio e hoje poder colaborar com a revitalização desse local tão importante através de uma emenda parlamentar de R$ 500 mil”, discursou Francischini a autoridade, convidados e representantes das Forças Armadas.

 

“O Subtenente Éverton, que é o primeiro militar do Exército a ocupar um cargo na Assembleia Legislativa do Paraná e está fazendo um grande trabalho, com seriedade, princípios éticos, além de ser parceiro e amigo, foi quem pediu essa verba que hoje é aplicada aqui”, explicou.

 

Francischini exaltou a participação dos brasileiros durante a Segunda Guerra. “O mundo moderno de hoje talvez não existisse geopoliticamente assim se não tivéssemos essa contribuição das Forças Aliadas. E o Brasil, mesmo com uma estrutura ínfima diante de outros aliados como os Estados Unidos, enviou pessoas com a coragem para esse enfrentamento da Europa”, reforçou.

 

O Projeto de Revitalização do Museu englobou três vertentes principais: a melhoria das instalações físicas, a conservação e a apresentação do acervo, e o incremento da interatividade com o público. Tudo para apresentar a história da participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

 

Somente este ano já visitaram o local mais de 15 mil pessoas. Em 2018, foram cerca de 32 mil visitantes.

 

O Museu abriga em torno de 25 mil itens como fotografias, filmes, mapas, livros e ilustrações, referente à participação brasileira, através da Força Expedicionária Brasileira, da Força Aérea Brasileira e da Marinha de Guerra do Brasil, além de outras peças e documentos cedidos pelas diversas nações envolvidas no conflito.

 

Foto: Wallace Machado/PSL