Ministério da Fazenda considera “suspeita” a movimentação de 27 milhões em conta de empresa de Lula

Diretor da PF defende que investigações no STF sejam concluídas no menor prazo possível
17/11/2017
Francischini destrói o discurso de Lula que não tem dinheiro ilícito, quando há 27 milhões das falsas “palestras” em sua empresa
20/11/2017

Ministério da Fazenda considera “suspeita” a movimentação de 27 milhões em conta de empresa de Lula

Lula recebeu em conta de sua empresa de palestras, a Lils Palestras, Eventos e Publicações, R$ 27 milhões em quatro anos. Em pedido encaminhado à Justiça Federal os procuradores pediram para confiscar R$ 21,4 milhões em bens e mais R$ 2,5 milhões de seu filho, Luiz Cláudio.

“O cidadão deveria ter a decência de dizer onde tenho R$ 24 milhões”, reclamou Lula durante o 14º Congresso do PCdoB em Brasília  na última sexta-feira. O Ministério da Fazenda prontamente respondeu o ex-presidente.

A movimentação foi considerada suspeita pelo Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, que enquadrou o caso em “movimentação de recursos incompatível com o patrimônio, a atividade econômica ou a ocupação profissional e a capacidade financeira do cliente”. O documento integra o material dos autos da Zelotes e da Lava Jato.

Lula ainda se defende, afirmando que realizou palestras cobrando o mesmo valor e condições de mais de 40 empresas e setores, incluindo, por exemplo, Microsoft e InfoGlobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Siga-me nas Redes Sociais!