Retorno ‘vai acontecer mais cedo do que imaginam meus adversários’, diz Lula em carta


Desde que foi preso na Superintendência da Polícia Federal (PF), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem se comunicado com os correligionários e seus apoiadores por meio de cartas. Hoje, o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) do Paraná, Dr. Rosinha, leu um comunicado de Lula em que ele diz retornará em breve durante encontro do partido, uma espécie de convenção extraoficial, em Curitiba.

“O que eu mais queria era estar ai e abraçar o companheiro Dr. Rosinha, Gleisi Hoffmann e cada um de vocês e na força desse abraço arrebentar as paredes que prendem o meu corpo, mas que jamais aprisionarão a ideia de que é possível governar com o povo e construir um país mais desenvolvido. Fico devendo esse abraço, mas podem estar certos de que ele vai acontecer mais cedo do que imaginam meus adversários”, diz Lula na carta.

No mesmo documento, Lula também afirma que o movimento de apoio transformou Curitiba na capital brasileira da resistência e que está preso injustamente.

“Há mais de 100 dias, o povo de Curitiba, do Paraná e do Brasil resiste em praça pública em uma vigília cívica com o nome de ‘Lula Livre’. […] Quando cheguei aqui, atacaram crianças, homens e mulheres pacíficos que se manifestavam contra a minha prisão. Os atacaram e os agrediram porque uma certa emissora de TV não queria que a imagem da minha chegada em Curitiba fosse imagem de solidariedade. […] Passe o tempo que passar, jamais esquecerei o carinho e o espírito de luta de todos vocês”, diz o petista.

Informações: Paraná Portal.