fbpx

Projeto proíbe cobrança de ingresso extra a pessoa com deficiência que ocupe mais de um assento

Projeto proíbe cobrança de ingresso extra a pessoa com deficiência que ocupe mais de um assento

Foi aprovado, nesta terça-feira (8), o projeto do Deputado Anibelli Neto que proíbe os estabelecimentos que promovem espetáculos e shows de cobrarem mais de um ingresso nos casos em que, por necessidade especial ou deficiência, o espectador necessite ocupar mais de um assento.

 

“É o caso daquela pessoa com deficiência que precisa levar o seu tubo de oxigênio. Ou aquele que precisa ficar com a perna, por exemplo, ocupado mais de um lugar”, afirmou o Deputado Delegado Francischini.

 

Pela justificativa do projeto, essa é uma norma necessária para garantir a inclusão social desses cidadãos paranaenses, para que sejam tratados de forma justa e igualitária, sem arcar com custos maiores para ter acesso aos mesmos espetáculos que as demais pessoas.

 

Durante o debate em sessões anteriores, foi ressaltado que o dispositivo não se refere ao acesso de acompanhante da pessoa com deficiência, que já tem previsão em norma federal.

 

“É mais um projetos importante em defesa das pessoas com deficiência ou necessidades especiais. E nós estamos fazendo a nossa parte aqui no Legislativo”, disse Francischini, que é o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo ou Transtorno do Espectro Autista (TEA), Síndrome de Down e outras Deficiências.

 

Foto: Orlando Kissiner/Alep